A GAIVOTA

Textos

ESQUISITICES E MANIAS

  ESQUISITICES E MANIAS

A vida em sociedade nos obriga a manter determinadas regras. A maioria delas é imposta não por medidas escritas, como a lei, e, sim, através dos usos e costumes. Todo indivíduo que destoa, que não atende a essas disposições, não quer dizer que esteja cometendo uma irregularidade, fazendo jus a aplicação de penalidade. Apenas cria uma situação bem singular, fazendo com que a pessoa se torne diferente, chamando a atenção de todos, por onde passa.
É preciso, também, ressaltar que cada um é dono de seus atos, donde se conclui que ninguém pode obrigar quem quer que seja, a não agir ou proceder de determinada maneira. Desde que, é claro, não venha esse procedimento, ou ação, a ultrapassar os limites da moral. Se o cidadão quer se tornar evidente, aparecer como se diz comumente, nada impede que assim ele aja.
Hoje em dia, temos sido testemunhas de uma avalanche de esquisitices praticadas, especialmente pela população mais jovem. Isto é, em alguns casos, houve certas transformações. O movimento hippie, famoso, iniciado na década de 1960, a partir de Woodstock, implantou entre os jovens, um modo de se vestir completamente diferente do usual, para a época. Atualmente, quase não se vê essa moda. Ela foi substituída por outra, com maior culto ao corpo. O jovem usa camisetas justas, estilo regata, para evidenciar sua musculatura. Eu não concordo com o uso dessas últimas em restaurantes, lanchonetes e outros pontos de alimentação, pelo homem. Dá um aspecto anti-higiênico! Devia ser proibido!
Além disso, acrescentou ao seu visual a tatuagem. É difícil, ver jovens, seja de que sexo for, sem uma. Alguns, cobrem inteiramente o corpo com figuras de dragão, e outras imagens. Particularmente, não gosto desse tipo de coisa. É um exagero. Geralmente, são pessoas que, sem sombra de dúvida, têm pretensões artísticas, ligadas ao artesanato, à música. Do mesmo modo, a utilização de “piercings”, no nariz, na língua, nas orelhas, nas sobrancelhas, e em outros lugares impossíveis de se acreditar.
Outra moda que está em grande evidência, é o corte de cabelo tipo moicano, característico do Neymar, craque do Santos F.C. Desde meninos até adultos, principalmente jogadores de futebol, é comum vê-los em campo. Tem alguns que pintam ou descolorem os cabelos, ficando bem esquisitos.
Enfim, reafirmando que “cada um é dono de seu nariz”, devem aqueles acostumados a praticar as tais esquisitices, levar em consideração a possibilidade delas virem a ser prejudiciais às suas carreiras, no futuro, visto que, em muitos casos, não haverá condições de se desfazer do modismo adotado.
Aristeu Fatal
Enviado por Aristeu Fatal em 30/09/2014
Alterado em 29/04/2016


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras